Não se deprecie

Não raro vemos pessoas depreciando a si mesmas. Em coisas mínimas e cotidianas. Alguém diz que ela emagreceu, ela vai logo dizendo que engordou tantos quilos. Que a roupa está linda, ela diz que é velha. Que a comida ficou uma delícia, ela fala que é exagero. Que ela é inteligente, ela diz que fulano e beltrano são mais.

Muitas vezes somos nós as pessoas que, ao menor sinal de elogio nos desculpamos, respondemos que não é bem assim e arranjamos justificativas, quando o certo seria, simplesmente, agradecer. Sim, agradecer. Dizer obrigado(a), grato(a). Aceitar de bom grado e coração as palavras que foram ditas.

Por que temos dificuldade de aceitar um elogio? De reconhecer que a roupa ficou bonita sim, que fizemos algo benfeito, que ainda que tenhamos engordado uns quilinhos estamos bem aos olhos do outro e não precisamos dar satisfação do nosso peso?

Acredito que depreciando a nós mesmos nas coisas mais simples, vamos aos poucos acreditando que não somos bons o bastante, que não merecemos reconhecimento, que não fazemos nada direito, que não somos dignos de elogio.

Da próxima vez que receber um elogio apenas agradeça. Mesmo que não concorde, ache que não fez nada extraordinário e sinta vontade de dizer “ah, que isso, são seus olhos” ou “não foi nada, imagina”, somente agradeça. Mais nada. Não é prepotência nem falta de humildade aceitar um elogio. Aceite.

Vou começar a fazer este exercício também.

Sobre a autora Todas as publicações

Giseli Rodrigues

Mãe do Lucas. Escritora. Professora. Revisora. Especialista em Letras, Recursos Humanos e Gestão Empresarial. Estudante de Psicologia. Chocólatra. Flamenguista. Pintora nas horas vagas. Bem-humorada. Feliz.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *