CategoriasVida louca vida

Para quem diz que homofobia não existe

Esta semana mais um caso de homofobia foi noticiado: um casal gay foi espancado dentro do metrô de São Paulo, porque trocava carinho em público. E porque demonstrava afeto foi expulso do vagão a socos e pontapés e um dos rapazes vai passar por uma cirurgia. Infelizmente, esse tipo de violência é bastante comum em nosso país. E muitos...

Sobre a obrigação de ser feliz o tempo todo

Pode ser que eu tenha prestado mais atenção, mas a verdade é que, aos meus olhos, parece cada vez maior a quantidade de livros de autoajuda. Nada contra eles, que fique claro. Toda leitura é válida e acaba nos ensinando mesmo alguma coisa. O que tem me incomodado é essa busca incessante por um manual que indique o caminho para a felicidade...

Um lugar na janela – Martha Medeiros

Eu adoro a Martha Medeiros. E tenho vários livros dela. Chorei de soluçar quando li “Fora de mim” e me divirto com suas crônicas leves, divertidas, escritas como se conversasse com os leitores e, também, capaz de despertar algumas reflexões sobre a vida e o comportamento das pessoas. Ela costuma ser positiva. E gosto disso também. De...

O caso da USP e a violência sexual

Li ontem a notícia de que um jovem de 23 anos invadiu um alojamento do campus da USP e efetuou alguns disparos. E não dei muita atenção à matéria. Até o momento em que outro site relatou algo que não para de martelar a minha cabeça: o mesmo rapaz, agora foragido, havia relatado e denunciado à polícia, em março de 2013, que fora...

Por que tanta pressa?

Ontem de manhã eu estava correndo contra o tempo, pois, além da rotina matinal, tinha uma consulta médica antes de ir ao trabalho, mas deu tudo certo e  consegui chegar a tempo: – Bom dia, tenho uma consulta marcada com Dr. Fulano. – Hoje ele chega às 12h. – Mas como, se eu tenho consulta às 8h? – Qual o seu...

Qual a cor do seu sonho?

Uma coisa em mim sempre me intrigou: eu sonho em preto e branco. Desde pequena é assim. Sempre foi assim. Meus sonhos são um filme de Chaplin, praticamente. Meu filho já riu muito de mim por conta disso. Já falou que isso não é normal, que não é possível, que sou muito diferente, que isso é coisa de velho. Todas as vezes que falei que...